Ford ’52

Conforme foi publicado na Mecanica Popular de Março de 1952

PM Ford 52 pag 104

O Ford ’52 sai da linha de montagem 

A linha do Ford 1952 mostra um carro mais longo e mais aerodinâmico e completamente re-estilizado. Pelo menos um modelo, o de seis cilindros, tem um novo motor, enquanto que o V8 subiu um pouco mais na potência, embora seja basicamente o mesmo do ano passado.

A distância entre eixos do Ford 1952 é uma polegada mais longa somente, mas o carro parece mais baixo e mais longo pela aerodinâmica. O capô é baixo e largo e o centro da parte dianteira gira em torno de uma grade que tem no centro uma concha de ventilador com três pontas para entrada de ar. A área envidraçada é maior, tanto na frente como na dianteira, com um novo para brisa curvo.
O modelo Mainline é o mais barato da linha. O mais caro é o Crestline, que inclui para 1952 o Victoria, a perua Country Squire “Station Wagon” e o conversível Sunliner.
Além do novo motor, a Ford apresentou para este ano um novo tipo de pedal de freios, que fica suspenso, ao invés de afundar no piso. O cilindro é montado no painel (atrás), deixando o chão limpo.
Outra inovação que a Ford é primeira, é a entrada do tanque de gasolina escondido atrás da chapa. O suporte da placa gira e mostra a abertura de forma a permitir que seja cheio dos dois lados.
As dobradiças da tampa da porta malas são montadas lateralmente para não amassarem a bagagem. O encapsulamento (isolação) dos parafusos que prendem o chassis evita ruído e absorvem vibrações.
O motor de 6 cilindros com válvulas na cabeça tem 101 HP. Sua taxa de compressão é 7:1, que poderá ser aumentada quando gasolina de maior octanagem for disponível. O motor V8 agora oferece 110 HP e tem uma taxa de compressão de 7.2:1 Ambos motores operam em gasolina normal.

O Mainline vem no modelo business cupê, Tudor, Fordor e a nova Ranch Wagon, uma Station Wagon de metal . A linha Customline inclui o Tudor, Fordor, club coupe e uma station wagon toda de metal para 8 passageiros.
A “grande surpresa” para 1952 da Ford é seu carro de exibição que está a 16 meses de se tornar um produto acabado. O “carro do futuro” desenhado para o uso pessoal de Henry Ford, mas que será usado como modelo para o Continental.
O Continental foi descontinuado da linha da Lincoln em 1948. Existem rumores que Henry Ford II disse que o reviverá assim que os materiais e o maquinário estiverem disponíveis.
O carro ultra aerodinâmico mostrado foi feito de argila como modelo. Tem novo estilo e faz amplo uso de plástico no teto. O para brisa é curvo para clarear o interior que é desenhado para ser retrátil na parte traseira, feita de couro.
É a resposta da Ford para o Le Sabre da General Motors, bem como o mais utilitário K-310 da Chrysler. Diferentemente dos outros dois, tem um estilo  Cabriolett ao invés de conversível e mostra obviamente influencia europeia no desenho.
O carro quando completado, terá o novo motor Lincoln V8 com 160 HP. A Ford espera usá-lo como ponto alto da celebração da sua boda de ouro (50o. Aniversário) em Junho de 1954.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s